29 de out de 2009

P I A D A S . . . com : M O R A L da HISTÓRIA


A FORMIGA BOLADONA E A GIGARRA
(nova versão – sensacional)

            Era uma vez, uma formiguinha e uma  cigarra muito amigas.
Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando  comida para o período de inverno. Esqueceu de aproveitar o sol, a brisa suave do fim da tarde, o horário de verão e também do bate-papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha gelada.  
Seu nome era 'Trabalho', e seu sobrenome era 'Sempre'.
 Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou nem um minuto sequer. Cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu prá valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.    Então, passados alguns dias, começou a esfriar.   Era o inverno que estava começando.
      A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca, repleta de comida. Mas alguém chamava por seu nome, do lado de fora da toca. Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu.  Era a sua amiguinha cigarra que estava dentro de uma Ferrari amarela e vestia um aconchegante casaco de vison. E a cigarra disse para a formiguinha:

-Olá amiga, vou passar o inverno em Paris. -Será que  vc  poderia cuidar da minha toca?
      E a formiguinha respondeu: - Claro, sem problemas! - Mas o que lhe aconteceu?
- Como você conseguiu dinheiro para ir à Paris e ainda comprou esta Ferrari?
     E a cigarra respondeu: -Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer alguns shows em Paris... À propósito, a amiga deseja alguma coisa de lá?     

    - Ahah, Desejo sim, respondeu a formiguinha. -Se você encontrar aquele merda do La Fontaine (autor da fábula original) por lá, manda ele ir para a  'Puta Que O Pariu!!!' 
          Moral da História:
Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas como do La Fontaine e ao seu patrão, é claro.
Trabalhe, mas curta os amigos e  a sua vida  -  ela é única!!!
Se você não encontrar a sua metade da laranja, seja persistente, procure sua metade do limão, adicione açúcar, pinga e gelo, e...      Seja feliz !



FILOSOFIA  DE  CAMELO
   e suas habilidades   
 
     Uma mãe e um bebê camelo, estavam meio à     toa,quando de repente o bebê camelo perguntou:
- Por que os camelos têm corcovas?
 - Bem, meu filhinho, nós somos animais do deserto,                    precisamos das corcovas para reservar água e por  isso mesmo somos conhecidos por sobreviver sem água.
 - Certo, e por que nossas pernas são longas e nossas patas arredondadas?
 - Filho, certamente elas são assim para permitir caminhar no deserto. Sabe, com essas pernas longas eu mantenho meu corpo mais longe do chão do deserto que é mais quente que a temperatura do ar e assim fico mais longe do calor. Quanto às patas arredondadas eu posso me movimentar melhor devido à consistência da areia! - disse a mãe.
- Certo! Então, por que nossos cílios são tão longos? De vez em quando eles atrapalham minha visão.
 - Meu filho! Esses cílios longos e grossos são como uma capa protetora para os olhos. Eles ajudam na proteção dos seu s olhos quando atingidos pela areia e pelo vento do deserto! - respondeu a mãe com orgulho.
- Tá. Então a corcova é para armazenar água enquanto cruzamos o deserto, as pernas para caminhar através do deserto e os cílios são para proteger meus olhos do deserto. Então o que é que estamos fazendo aqui no Zoológico???
  Moral da história:Habilidade, conhecimento, capacidade e experiências, só são úteis se você estiver no lugar certo!



UM  URSO,  UM  COELHINO    e  a sacanagem





 ...          
 Um coelhinho felpudo estava fazendo suas necessidades  matinais  quando  olha para o lado, e vê um enorme urso fazendo o mesmo.  O urso se  vira para ele e diz: - Hei, coelhinho, você solta pêlos?
 O coelhinho, vaidoso  e indignado, respondeu:
 - De jeito nenhum, seu bobão, venho de uma linhagem muito  especial...
 Então o urso pegou o coelhinho e limpou a bunda com  ele.
 MORAL DA HISTÓRIA:
 CUIDADO COM AS RESPOSTAS  PRECIPITADAS,  PENSE BEM
 NAS  POSSÍVEIS CONSEQÜÊNCIAS ANTES DE  RESPONDER!
 No dia seguinte, o leão, ao passar pelo urso diz:
 - Aí,  hein, ursão! Com toda essa pinta de bravo, fortão, bombado, poderoso...!
 Te vi ontem, dando o rabo pra um bosta dum coelhinho felpudo.  

 E já espalhei pra todo  mundo!!!...
 MORAL DA MORAL:  -   VOCÊ PODE ATÉ SACANEAR ALGUÉM...,
 MAS  LEMBRE-SE  QUE  SEMPRE  EXISTE  ALGUÉM

 BEM  MAIS  SACANA  QUE VOCÊ!
 'O problema do Brasil é que, quem elege os governantes não é o pessoal que lê o

Jornal,  mas são aqueles que limpam a bunda com  ele!'

      JOÃOZINHO ESTAVA BRINCANDO
Brincava no playground da escola, quando viu o carro do seu pai passando
em direção ao mato atrás da escola... ele seguiu o carro e viu seu pai e tia Jane,
se abraçando apaixonadamente!!!
Joãozinho achou isso tão excitante, que não se conteve e correu pra casa
para contar pra sua mãe o que tinha visto ...
- Mamãe, mamãe, eu estava no playground da escola, quando vi o carro do papai indo pro mato com a tia Jane dentro.... Eu fui atrás pra ver e ele tava dando

o maior beijo na tia Jane.... depois ele a ajudou a tirar sua blusa...
aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calças e depois a tia Jane....'
     Nesse ponto a Mamãe o interrompeu e disse:
- Joãozinho, essa é uma estória tão interessante, que tal você guardar o resto dela pra hora do jantar?....

Eu quero ver a cara do seu pai, quando você contar tudo isso hoje à noite!'
    Na hora do jantar, a Mamãe pediu pro Joãozinho pra contar sua estória...

Joãozinho começou a sua estória:
- 'Eu tava brincando no playground da escola, quando vi o carro do papai
indo pro mato com a tia Jane dentro... aí, fui correndo atrás pra ver e ele tava dando o maior beijo na tia Jane...aí ele a ajudou a tirar sua blusa...
aí a tia Jane ajudou o papai a tirar suas calcas e depois a tia Jane e o Papai
começaram a fazer as mesmas coisas que a Mamãe e o tio Bill faziam, quando o Papai estava no exército ...' A mamãe desmaiou!
Moral da história :

Dê atenção a quem estiver falando. Pode ser o melhor pra você.


UM  CERTO  CACHORRO  VELHO...

Uma velha senhora foi a um safari na África e levou seu velho vira-lata com ela.
Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que estava perdido. Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com a visível intenção de conseguir um belo dum almoço ..
O cachorro velho pensa: -'Oh, oh! Estou mesmo enrascado !

Olhou à volta e viu ossos, alí perto espalhados pelo chão.  Em vez de apavorar-se mais ainda, o velho cão ajeita-se junto a um osso, o mais próximo, e começa a roê-lo, dando as costas ao predador .
Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro diz bem alto:
- Cara, como este leopardo estava delicioso ! Será que há outros por aqui ?
       Ouvindo isso, o jovem leopardo, arrepio-se de terror e logo suspendeu seu ataque, já quase começado, e se esgueirou na direção das árvores.
-Caramba! pensa o leopardo, essa foi por pouco! O velho vira-lata quase me pegou.
Um macaco, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou como fazer bom uso do que vira: em troca de proteção para si (interesseiro e puxa-saco) informaria ao predador que o velho vira-lata não havia comido leopardo nenhum....
       E assim foi, rápido, em direção ao leopardo. Mas o velho cão, que o vê correndo na direção do predador em grande velocidade, põem-se a pensar:

- Abra o olho meu...! - Aí tem coisa!
     O macaco logo alcança o felino, cochicha-lhe o que lhe interessa e faz um acordo com o leopardo.

     O jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, e diz:

-Aí, macaco! Suba nas minhas costas pra você ver o que acontece com aquele cachorro abusado!
      Agora, o velho cachorro vê um leopardo furioso, vindo em sua direção, com um macaco nas costas, e pensa: -Puts; E agora, o que eu posso fazer ?
      Mas, sabendo que suas pernas doídas não o levariam longe, em vez de correr o cachorro senta, mais uma vez dando as costas aos agressores.  Faz  de conta que ainda não os vira e quando estavam perto o bastante para ouvi-lo, o velho cão diz:
-'Cadê o safado daquele macaco? Ainda tô morrendo de fome!
Ele disse que ia me trazer outro leopardo, mas  não chega nunca!

Moral da história:
Nunca mexa com cachorro velho... idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga.  Sabedoria só vem com idade e experiência.


VOCÊ CONHECE AS NECESSIDADES DO SEU CLIENTE?
Muitas vezes achamos que basta ligar o piloto automático e atender todos os clientes da mesma maneira. Acabamos esquecendo que cada cliente é único em suas necessidades e percepções. Aqui vai uma estória que ilustra bem isso...
Uma dona de casa, num vilarejo, ao atender as palmas em sua porta...
- 'Oh de casa, tô entrando!'
Ela se depara com um homem que vai entrando em sua casa e joga esterco de cavalo em seu tapete da sala. A mulher apavorada pergunta:
- 'O senhor está maluco? O que pensa que está fazendo em meu tapete?'
O vendedor, sem deixar a mulher falar, responde:
- 'Boa tarde! Eu estou oferecendo ao vivo, o meu produto, e eu provo pra senhora que os nossos aspiradores são os melhores e mais eficientes do mercado, tanto que vou fazer um desafio: se eu não limpar este esterco em seu tapete, eu prometo que irei comê-lo!'
A mulher se retirou para a cozinha sem falar nada. O vendedor curioso, perguntou:
- 'A senhora vai aonde? Venha ver a eficiência do meu produto? Nosso aspirador é uma beleza!' A mulher responde:
- 'Vou pegar uma colher, sal e pimenta e um guardanapo de papel, pois aqui em casa não tem energia elétrica!'
Moral da história: Conheça bem o seu cliente antes de oferecer qualquer coisa'.

Piada contada na Praça João Lisboa (São Luis, MA), pelos frequentadores do Largo fronteiro aos Correios:     SARNEY E O DIABO

Em uma de suas viagens, no jatinho particular do laranja dono de uma faculdade maranhense, Sarney, com o seu pijama de seda, fazia a leitura diária de seu Maquiavel em um aposento privativo do avião.
No mesmo vôo, vinha sua assessoria e os puxa-saco.
Em dado momento eis quem aparece: o diabo.
Nesse instante, para não perder a viagem, o coisa ruim, encardido, disse que o jato estava em seu poder e iria cair e todos morreriam e começou a fazer o avião balançar muito.
Apavorados, os assessores foram até a cabine onde se encontrava o tranqüilo chefão e contaram o que estava acontecendo.
Zangado, o Senador saiu do cômodo e foi ter com o aquele diabinho e logo perguntou:  - Você sabe quem sou eu?
O Diabo: - Sei sim, o mer... do Sarney!
Sarney: - Você sabe quem mandou prender o Zé Reinaldo usando seu prestigio junto à Justiça e à P. F. para satisfazer os caprichos de uma filhinha mimada?
O Diabo: - Com certeza foi a excelência.
Sarney: - Você sabe quem mais manda em todo o Amapá e até no desafeto do Capiberibe?
O Diabo: - É... é o sr.
Sarney: - Você sabe quem não deixou o atual Governador do Estado do Maranhão trabalhar e ainda vai tirá-lo do cargo no tapetão?
O Diabo: - O sr é fogo..., não há dúvida que é o sr!
Sarney: - Você sabe quem manda num cabra bobo chamado Lula e em mais de um centena de petistas?
O Diabo: - Deve ser o sr, é claro!
Sarney: - Você sabe quem mandou durante quarenta anos no Maranhão, transformando-o num Estado de gente burra, pobre  e fudida e que tem o menor IDH do país, construiu também  o maior mausoléu num lugar que era do Estado só pra se mostrar e satisfazer seu ego?
O Diabo: - É demais! Foi a excelência!
Sarney: - Sabe quem dá as cartas na Eletronorte, BNDES, Ministério das Comunicações, Correios, Petrobrás, nos fantasmas e tem grandes influências em quase todos os Ministérios e na Câmara dos Deputados.?
O Diabo: - Não tenho dúvidas que é Vossa Excelência.
Sarney: - Você sabe quem é sócio há muito tempo de um Banco em Miami, foi sócio e ajudou a lascar o ex Banco Santos, é sócio de uma indústria de automóveis na Índia, sócio de um grande hospital, de um shopping e de dois prédios na avenida mais movimentada de São Luís, além de possuir vários quadros famosos e livros raros e caros em uma linda ilha bem escondida até de voce?
O Diabo: - Isso nem sei dizer, mas na dúvida...,  acho que é o Sr.
Sarney: - Sabe quem Ricardo Murad chama de painho e se ajoelha para tomar a benção todo dia por telefone antes de sair de casa?
O Diabo: - Francamente..., é o sr!
Sarney: - Você sabia que agora sou Presidente do Senado só para abafar uma investigação da P.F. e derrubar o Tarso Genro, tudo  para mostrar praquele Lula quem é que manda neste país?
O Diabo: - És pior que eu, fiquei com vergonha!
Sarney: - Sabe quem possui o maior império de comunicação do Brasil pra manipular pessoas em um Estado que tem um dos maiores índices de analfabetismo deste país?
O Diabo: - Cruiz credo! É o sr.
Sarney: - Sabes quem é meu genro?
O Diabo: - Vou enfartar... tô fudido
Sarney: -Se liga seu bosta! Se eu morrer é certeza: vou para o inferno.
O Diabo: - Puts; -Sai pra lá, coisa ruim, fedorento poderoso!
Neste exato instante o diabo sumiu, pulou do avião, que parou de balançar e tudo voltou a ficar como era antes.

Moral da história: 
Até o Diabo tem medo do que o Sarney possa fazer no Inferno.

HOMEM MORTO TRABALHA POR UMA SEMANA (Noticia do New York Times)

       Os Gerentes de uma Editora estão tentando descobrir, porque  ninguém notou  que um dos seus empregados estava morto, sentado à sua mesa há CINCO DIAS.
 George Turklebaum, 51 anos, que trabalhava como Verificador de Texto numa
 firma de Nova Iorque há 30 anos, sofreu um ataque cardíaco no andar onde
 trabalhava (open space, sem divisórias) com outros 23 funcionários.
 Ele morreu tranquilamente na segunda-feira, mas ninguém notou até ao sábado
 seguinte pela manhã, quando um funcionário da limpeza o questionou, porque
 ainda estava a trabalhar no fim de semana. O seu chefe, Elliot Wachiaski, disse:
 'O George era sempre o primeiro a chegar todos os dias e o último a sair no final
 do expediente, ninguém achou estranho que ele estivesse na mesma posição o
 tempo todo e não dissesse nada.
 Ele estava sempre envolvido no seu trabalho e fazia-o muito sozinho.'
 A autópsia revelou que ele estava morto há cinco dias, depois de um ataque
 cardíaco.
 SUGESTÃO:  De vez em quando acene aos seus colegas de trabalho.
 Certifique-se de que eles estão vivos e mostre que você também está!
 MORAL DA HISTÓRIA:
Pra que trabalhar demais. Ninguém nota mesmo...


ERA UMA VEZ, UMA PODEROSA RÃ…
         Certo  dia, um homem, que  não gostava do tamanho  do seu  pênis:  35  cm, demasiado grande  para muitas mulheres,  decidiu consultar  uma  bruxa para que ela  resolvesse seu problema.
 A  feiticeira, depois de  muito pensar, disse:
- "Vá ao lago do bosque, lá conhecerá uma rã, pergunta se ela quer casar com você.  Se a resposta for “não”, seu pênis diminuirá  5cm, mas se for “sim”, crescerá mais 5…

 O  homem se põe em  marcha, chegando ao  lago encontra a rã  e pergunta … -Oi  rã!... quer casar comigo?
A rã responde: "NÃO"
E o homem, muito contente, chega em casa e mede: 30 cm.

 Mas  como não está ainda  satisfeito,  decide  voltar ao lago:
-Ei, rã! .. quer casar comigo?
Outra vez a rã responde, um pouco impaciente : NÃO!...

Já em casa mede outra vez:  agora 25 cm!..  

 O  homem, então, diz a  si mesmo que melhor  seria se medisse 20  cm…
De novo, confiante, se dirige ao lago e muito seguro de si, pergunta:
-Ei, dona rã... -quer se casar comigo?
E a rã, que já estava farta de tanta insistência, disse:  

 - Idiota, vc está  surdo ou o quê?...  Eu já lhe  disse  várias vezes…
 -NÃO, -NÃO, -NÃO  e -NÃO!!!

 Moral  da estória:  Nunca  abuse da paciência  dos outros 

A IMPORTÂNCIA DAS COISAS EM NOSSA VIDA
(esta é antiga mas está com um novo final, bastante interessante! e ótima de se praticar)  
 Um professor de filosofia parou na frente da classe e, sem dizer uma palavra, pegou um vidro de maionese vazio e o encheu com pedras de uns 2 cm  de diâmetro. Olhou para os alunos, e perguntou se o vidro estava cheio.
Todos disseram que sim.
Ele então pegou uma caixa com pedregulhos bem pequenos e jogou-os dentro do vidro agitando-o levemente. Os pedregulhos rolaram para os espaços entre as pedras. Tornou a perguntar se o vidro estava cheio.
Os alunos concordaram: agora sim, estava cheio!
Desta vez, pegou uma caixa com areia e despejou dentro do vidro preenchendo o restante.  Olhando calmamente para os alunos, o professor disse:
- Quero que entendam que isto simboliza a vida de cada um de vocês.

 As pedras são as coisas importantes: sua família, seus amigos, sua saúde, seus filhos, coisas que preenchem a vida. Os pedregulhos são as outras coisas que importam: como o emprego, a casa,um carro.
A areia representa o resto: as coisas pequenas.
Experimentem colocar a areia primeiro no vidro e verão que não caberão as pedras e os pedregulhos. O mesmo vale para suas vidas. Priorizem cuidar das pedras, é o que realmente importa.
Estabeleçam suas prioridades. O resto é só areia!
Após ouvirem e concordarem com a mensagem tão profunda, um aluno perguntou ao professor se poderia pegar o vidro, que todos acreditavam estar cheio, e fez novamente a pergunta:
- Vocês concordam que o vidro está realmente cheio?
Onde todos responderam, inclusive o professor:  - Sim, está!
Então, ele derramou uma lata de CERVEJA dentro do vidro.

A areia ficou ensopada, pois a cerveja preencheu todos os espaços restantes, fazendo com que ele, desta vez, ficasse realmente cheio.
Todos ficaram surpresos e pensativos com a atitude do aluno, incluindo o professor. Então, o aluno explicou:
     -POUCO IMPORTA O QUANTO A SUA VIDA ESTEJA CHEIA DE COISAS MAIS OU MENOS IMPORTANTES E COM PROBLEMAS, SEMPRE SOBRA ESPAÇO PARA UMA CERVEJINHA  !!!  

 Moral da história : ...   :  Que tal levar mais a sério esta conclusão?


UMA FÁBULA MODERNA :  O  BOM  BANQUEIRO


Uma tarde, um famoso banqueiro andava na sua "limousine" quando viu dois homens na beira da estrada comendo capim.  
Ordenou ao seu motorista que parasse o carro. Descendo do veículo,  pediu a um deles: - Por que estão a comer capim ?
-Não temos dinheiro para comprar comida. - disse o pobre homem. Por isso temos que comer capim pra não morrer de fome.
- Bem, então venham a minha casa e eu vos farei comer,  disse o bom banqueiro.
- Obrigado, mas tenho mulher e dois filhos comigo. Estão alí, debaixo daquela árvore.

- Que venham também,  - disse o bom banqueiro.
Voltando-se para o outro homem, disse-lhe: - Você também pode vir.
O homem, com uma voz muito fraca, balbuciou:
- Mas, senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo!
- Pois que venham também,  respondeu o bom banqueiro.
Entraram todos no  luxuoso carro.

 Uma vez a caminho, um dos homens olhou o banqueiro e disse:
- O senhor é muito bom. Obrigado por nos levar a todos ! 

O bom banqueiro respondeu: 
 Meu caro amigo, não tenha vergonha, fico muito feliz por fazer isto !. 
Vocês todos vão ficar encantados com a minha casa...
Lá a grama está com mais de 20 centímetros de altura e, com certeza,  vocês todos matarão a fome! 

Moral da história: - Quando pensares que um "bom" banqueiro está  te ajudando,
convém pensar  mais um pouco...


UMA HOMENAGEM ESPECIAL AOS HOMENS (por Danuza Leão)

Afinal, homem serve para quê? Ah, para uma porção de coisas, e todas ótimas:
Para namorar, por exemplo, ainda não se descobriu nada melhor.
Pensar neles, sonhar com eles, fantasiar a vida com eles, às vezes, é quase tão bom quanto estar com eles. Homem é para realçar a vida das mulheres!

Mas como saber se ele está ou não cumprindo sua função?
Simples! É quando você tem vontade de se enfeitar, trocar de penteado, fazer
depilação, comprar um sapato de salto alto, vontade de fazer ginástica, de
passar fome, só para agradar; se você faz tudo isso, e com a maior alegria,
é porque ele merece. Se, além de alegrar sua vida, ele ainda dirige o carro, procura vaga e paga o flanelinha, é a felicidade total. Um homem que sabe, em caso de necessidade, pregar um prego, trocar um fusível, matar uma barata, sinceramente, tem

coisa melhor? Tem sim, e ainda tem muito mais.
Um homem que faz você gostar dele apaixonadamente, que dorme abraçado com você no inverno, que ouve seus problemas sem bocejar, que conversa, que ajuda.
Um homem, no ombro de quem você chora, com quem dá risada, que te faz perder o rumo de casa e que te faz pensar, quando está longe, 'não consigo viver sem ele'; se você encontra um que te faz sentir tudo isso, agradeça a Deus; é apenas a melhor coisa do mundo. Só que nem todas as mulheres pensam assim.
Algumas acham que homem só serve para duas coisas:
para que elas não entrem sozinhas nas festas e para que paguem as suas
contas. Como vivem? Boa pergunta....
Se isso aconteceu, será que ela percebeu?
E se percebeu, será que soube aproveitar a oportunidade? Provavelmente não.
Elas ainda não entenderam que homem só existe para uma coisa :
para nos fazer felizes, não importa em quais circunstâncias...Complementando:
HOMENS !!! Os homens bons são feios
Os homens bonitos não são bons. Os homens bonitos e bons são gays.
Os homens bonitos, bons e heterossexuais estão casados.
Os homens que não são bonitos, mas são bons, não têm dinheiro.
Os homens que não são bonitos, mas que são bons e com dinheiro, pensam que só estamos atrás de seu dinheiro. Os homens bonitos, que não são bons e são heterossexuais, não acham que somos suficientemente bonitas.
Os homens que nos acham bonitas, que são heterossexuais, bons e têm dinheiro, são covardes. Os homens que são bonitos, bons, têm dinheiro e graças a Deus são heterossexuais, são tímidos e NUNCA DÃO O PRIMEIRO PASSO!

Os homens que nunca dão o primeiro passo, automaticamente perdem o interesse em nós quando tomamos a iniciativa.
Moral da História: -Homens são como um bom vinho.
Todos começam como uvas, e é dever da mulher pisoteá-los e mantê-los no
escuro até que amadureçam e se tornem uma boa companhia pro jantar.
ENVIE ISTO PARA MULHERES INTELIGENTES QUE PRECISEM DAR UMAS RISADAS... E PARA HOMENS CAPAZES DE LIDAR COM ISSO!


MATEMÁTICA DE MENDIGO : 
Parabéns a esse estagiário que elaborou essa pesquisa tão perfeita, principalmente pelo resultado que ele obteve, pois é a mais pura realidade.
Um sinal de trânsito muda de estado em média a cada 30 segundos 
(trinta segundos no vermelho e trinta no verde).
Então, a cada minuto um mendigo tem 30 segundos para faturar pelo menos R$ 0,10, o que numa hora dará: 60 x 0,10 = R$6,00
Se ele trabalhar 8 horas por dia, 25 dias por mês, num mês terá  faturado: 25 x 8 x 6 = R$ 1.200,00.  Será que isso é uma conta maluca?
Bom, 6 reais por hora é uma conta bastante razoável para quem está no sinal, uma vez que, quem doa nunca dá somente 10 centavos e sim 20, 50 e às  vezes até 1,00. Mas, tudo bem, se ele faturar a metade: R$ 3,00 por hora terá R$600,00 no final do mês, que é o salário de um estagiário com carga de 35 horas semanais ou 7 horas por dia.
Ainda assim, quando ele consegue uma moeda de R$1,00 (o que não é  raro), ele pode descansar tranqüilo debaixo de uma árvore por mais 9 viradas do sinal de trânsito, sem nenhum chefe pra 'encher o saco' por causa disto.
Mas considerando que é apenas teoria, vamos ao mundo real.
De posse destes dados fui entrevistar uma mulher que pede esmolas, e que sempre vejo trocar seus rendimentos na Panetiere (padaria em frente ao CEFET ). Então lhe  perguntei quanto ela faturava por dia. Imagine o que ela respondeu? É isso mesmo, de 35 a 40 reais em média o que dá (25 dias por mês) x 35 = 875 ou 25 x 40 = 1000, então na média R$ 937,50 e ela disse que  não mendiga 8 horas por dia.
 Moral da História : No nosso país é melhor ser mendigo do que estagiário (e muito menos PROFESSOR), e pelo visto, ser estagiário e professor, é pior que ser Mendigo... Se esforce como mendigo e ganhe mais do que um estagiário ou um professor. Estude a vida toda e peça esmolas; é mais fácil e melhor que arrumar emprego.
E lembre-se :A maior vantagem é:  Mendigo não paga 1/3 do que ganha pra sustentar um bando de ladrão.
Viva a Matemática. Que país é esse? -Estou indo assumir meu posto nas ruas...

LIÇÃO  DE  CORAGEM ! ! ! 
 Uma vez, um prisioneiro escapou do presídio, depois de 15 anos enclausurado.. Durante sua fuga, ele encontrou uma casa, arrombou e entrou.
Ele deu de cara com um jovem casal que estava na cama. Então, ele arrancou o cara da cama, o amarrou numa poltrona e depois amarrou a mulher na cama.
O marido viu o bandido deitar-se sobre a mulher, beijar-lhe a nuca e logo depois, levantar-se para ir até o banheiro. Enquanto ele estava lá, o marido falou para sua mulher:
- Amor, ouça, esse cara é um prisioneiro, olhe suas roupas! Ele provavelmente passou muito tempo na prisão e há anos não vê uma mulher, tá perturbado, por isso te beijou a nuca. Se ele quiser sexo, não resista não reclame, apenas faça o que ele mandar, dê prazer a ele para que ele se satisfaça e vá embora nos deixando vivos. Esse cara deve ser perigoso, se ele se zangar, nos mata. Seja forte, amor e lembre que eu te amo!!!....E a mulher respondeu:
- Estou feliz que você pense assim, meu querido. Com certeza ele não vê uma mulher há anos, mas ele não estava beijando minha nuca. Ele estava era cochichando em meu ouvido. Ele me falou que te achou muito sexy e gostoso e perguntou se temos vaselina aqui no banheiro... Seja forte, amor. Eu também te amo...!!! Assim sairemos vivos!
Moral da história: PEDIR CORAGEM AOS OUTROS É FÁCIL!!!


GESTÃO  DE  EMPRESAS

 
A bitola das ferrovias (distância entre os dois trilhos) nos Estados Unidos é de 4 pés e 8,5 polegadas.  Por que esse número foi utilizado?
 Porque era esta a bitola das ferrovias inglesas e como as americanas foram construídas pelos ingleses, esta foi a medida utilizada.  Por que os ingleses usavam esta medida?
 Porque as empresas inglesas que construíam os vagões eram as mesmas que construíam as carroças antes das ferrovias e se utilizavam dos mesmos ferramentais das carroças.
 Por que das medidas (4 pés e 8,5 polegadas) para as carroças?
 Porque a distância entre as rodas das carroças deveria servir para as estradas antigas da Europa, que tinham esta medida. E por que tinham esta medida?
 Porque essas estradas foram abertas pelo antigo império romano, quando de suas conquistas, e tinham as medidas baseadas nas antigas bigas romanas...
 E por que as medidas das bigas foram definidas assim?
 Porque foram feitas para acomodar dois traseiros de cavalos!  Finalmente...
 O ônibus espacial americano, o Space Shuttle, utiliza dois tanques de combustível sólido (SRB - Solid Rocket Booster) que são fabricados pela Thiokol, em Utah. Os engenheiros que os projetaram queriam fazê-los mais largos, porém tinham a limitação dos túneis das ferrovias por onde eles seriam transportados, os quais tinham suas medidas baseadas na bitola da linha... Conclusão:
 O exemplo mais avançado da engenharia mundial em design e tecnologia acaba sendo afetado pelo tamanho da bunda do cavalo da Roma antiga.                                           MORAL DA HISTÓRIA:  Ainda que você trabalhe com a mais alta tecnologia, pode ser que sua empresa tenha o caminho definido por bundões...


        TRABALHOS NA FUNERÁRIA
        Um funcionário da agência funerária está trabalhando à noite, para examinar corpos antes destes serem sepultados ou cremados.
     Examina um corpo, identificado como José Chagas, que está pronto para ser cremado, e descobre que o defunto tem o maior pênis que ele já viu na vida.
- 'Desculpe, Sr. Chagas..' Pensa o funcionário.
'...Mas não posso mandá-lo para o crematório com essa coisa enorme.
Essa coisa rara tem que ser conservada para a posteridade!'
Com um bisturi, remove o pênis do morto, guarda-o num frasco e vai para casa.
A primeira pessoa a quem ele mostra a “raridade”  é sua mulher.
- 'Consegui algo inacreditável,  querida. Tens que ver!'
Depois, abre o frasco e mostra-o ... ao ver o conteúdo, a sua mulher grita,
estarrecida: - 'Oh, meu Deus !!!!! O Chagas morreu ?!?!?'

 Moral da História: - JAMAIS  LEVE  TRABALHO  PRA CASA! 


Nenhum comentário: